Logotipo
Contactos
Agrupamento de Escolas de Vouzela, Bairro da Senra 3670-257 Vouzela
232728331

Oferta Formativa

Consulte informações sobre a oferta formativa

Documentos

Consulta e download de documentos e formulários.

Legislação

Consulte a legislação em vigor

DIVULGAÇÃO

ACNS – Intervenção centrada no aluno
Departamento de Línguas e Departamento de Ciências Sociais e Humanas e Departamento de Educação Especial.

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Oliveira de Frades

A formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" tem como objetivo principal capacitar os docentes com ferramentas e estratégias para promover uma intervenção eficaz e centrada no aluno. A abordagem centrada no aluno reconhece a importância de considerar as características individuais, necessidades e ...
Ler mais Ler menos

Ref. 158ACD_20_T1 Inscrições abertas até 05-03-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: ACD_20

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 06-03-2024

Fim: 06-03-2024

Regime: Presencial

Local: Oliveira de Frades

Formador

Ana Paula Pinto Sucena de Sousa

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/.2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas Castro Daire/Lafões; AE de Oliveira de Frades

Enquadramento

A formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" tem como objetivo principal capacitar os docentes com ferramentas e estratégias para promover uma intervenção eficaz e centrada no aluno. A abordagem centrada no aluno reconhece a importância de considerar as características individuais, necessidades e interesses de cada aluno, visando promover o seu desenvolvimento integral e maximizar o seu potencial de aprendizagem, à luz do Desenho Universal Para a Aprendizagem e o Perfil do Aluno à saída da Escolaridade Obrigatória. Esta formação baseia-se na premissa de que cada aluno é único e possui habilidades, dificuldades e experiências de vida individuais, sendo fundamental que os profissionais da educação estejam preparados para identificar e atender a estas especificidades, adaptando práticas e estratégias pedagógicas em consonância. Além disso, a formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" também aborda a importância do estabelecimento de uma relação de confiança e respeito mútuo entre docentes e o aluno, como base para uma intervenção eficaz. É fundamental que o aluno se sinta valorizado, compreendido e apoiado no seu processo de aprendizagem, de modo a favorecer o seu comprometimento e motivação. Nesse sentido, a formação oferece ferramentas práticas e estratégias pedagógicas que visam sensibilizar e promover uma intervenção personalizada e adequada às necessidades individuais de cada aluno, contribuindo para o seu desenvolvimento académico, social e emocional. No final da formação, os profissionais estarão mais despertos para implementar práticas centradas no aluno, consubstanciadas com planejamentos curriculares adequados, promovendo um ambiente de aprendizagem inclusivo, acolhedor e estimulante para todos.

Objetivos

- Refletir sobre as práticas educativas inclusivas; - Criar uma cultura de escola, que favoreça práticas de adequação ao processo de ensino aprendizagem; - Orientar os docentes na adoção das medidas de suporte à aprendizagem, nomeadamente de cariz curricular com especial incidência nas Adaptações Curriculares Não Significativas, não descurando, no entanto, a abordagem às Significativas assim como as Acomodações Curriculares; - Elaborar instrumentos de registo, de operacionalização, monitorização e avaliação de alunos; - Dinamizar e implementar estratégias individuais e de grupo de diferenciação curricular; - Promover o debate de ideias entre os participantes no sentido de consolidar ideias e partilhar experiências.

Conteúdos

Enquadramento legal da Educação Inclusiva em Portugal. Reflexão sobre processos de Inclusão. Perfis de aprendizagem e caracterização de alunos com necessidades de medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão. Identificar as medidas de gestão curricular: Acomodações Curriculares (AC); Adaptações Curriculares não Significativas (ACNS); Adaptações Curriculares Significativas (ACS) e processo de avaliação (PA). Hipóteses de planeamento para ACNS. Estratégias de implementação para ACNS. Monitorização e avaliação.

Metodologias

A metodologia será teórico-prática, combinando momentos de exposição de conteúdos com reflexão participada, a partir das tarefas propostas. Na componente teórica será adotada uma metodologia mais expositiva, centrada na transmissão de conteúdos de referência e estruturantes. As exposições teóricas far-se-ão com o recurso a suportes audiovisuais assumindo uma metodologia dialógica e de interação permanente entre formadora e formandos. Na componente prática, privilegiar-se-á uma dinâmica de natureza mais ativa, centrada na discussão, partilha e reflexão entre os formandos, recorrendo a diferentes técnicas pedagógicas potenciadoras da aprendizagem, designadamente a discussão partilhada sobre análise de situações reais e casos- tipo e práticas de reflexão, mobilizadoras dos conceitos e conteúdos da formação, de cariz teórico-prático.

Avaliação

Não se aplica

Modelo

Formulário online


Observações

Cronograma Dia 6 de março, entre as 14:20 às 17:20


INSCREVER-ME

ACNS – Intervenção centrada no aluno
Departamento da Educação Pré-Escolar e Departamento do 1.º Ciclo.

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

AE Oliveira de Frades

A formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" tem como objetivo principal capacitar os docentes com ferramentas e estratégias para promover uma intervenção eficaz e centrada no aluno. A abordagem centrada no aluno reconhece a importância de considerar as características individuais, necessidades e ...
Ler mais Ler menos

Ref. 158ACD_20_T3 Inscrições abertas até 05-03-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: ACD_20

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 06-03-2024

Fim: 13-03-2024

Regime: Presencial

Local: AE Oliveira de Frades

Formador

Ana Paula Pinto Sucena de Sousa

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/.2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas Castro Daire/Lafões; AE de Oliveira de Frades

Enquadramento

A formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" tem como objetivo principal capacitar os docentes com ferramentas e estratégias para promover uma intervenção eficaz e centrada no aluno. A abordagem centrada no aluno reconhece a importância de considerar as características individuais, necessidades e interesses de cada aluno, visando promover o seu desenvolvimento integral e maximizar o seu potencial de aprendizagem, à luz do Desenho Universal Para a Aprendizagem e o Perfil do Aluno à saída da Escolaridade Obrigatória. Esta formação baseia-se na premissa de que cada aluno é único e possui habilidades, dificuldades e experiências de vida individuais, sendo fundamental que os profissionais da educação estejam preparados para identificar e atender a estas especificidades, adaptando práticas e estratégias pedagógicas em consonância. Além disso, a formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" também aborda a importância do estabelecimento de uma relação de confiança e respeito mútuo entre docentes e o aluno, como base para uma intervenção eficaz. É fundamental que o aluno se sinta valorizado, compreendido e apoiado no seu processo de aprendizagem, de modo a favorecer o seu comprometimento e motivação. Nesse sentido, a formação oferece ferramentas práticas e estratégias pedagógicas que visam sensibilizar e promover uma intervenção personalizada e adequada às necessidades individuais de cada aluno, contribuindo para o seu desenvolvimento académico, social e emocional. No final da formação, os profissionais estarão mais despertos para implementar práticas centradas no aluno, consubstanciadas com planejamentos curriculares adequados, promovendo um ambiente de aprendizagem inclusivo, acolhedor e estimulante para todos.

Objetivos

- Refletir sobre as práticas educativas inclusivas; - Criar uma cultura de escola, que favoreça práticas de adequação ao processo de ensino aprendizagem; - Orientar os docentes na adoção das medidas de suporte à aprendizagem, nomeadamente de cariz curricular com especial incidência nas Adaptações Curriculares Não Significativas, não descurando, no entanto, a abordagem às Significativas assim como as Acomodações Curriculares; - Elaborar instrumentos de registo, de operacionalização, monitorização e avaliação de alunos; - Dinamizar e implementar estratégias individuais e de grupo de diferenciação curricular; - Promover o debate de ideias entre os participantes no sentido de consolidar ideias e partilhar experiências.

Conteúdos

Enquadramento legal da Educação Inclusiva em Portugal. Reflexão sobre processos de Inclusão. Perfis de aprendizagem e caracterização de alunos com necessidades de medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão. Identificar as medidas de gestão curricular: Acomodações Curriculares (AC); Adaptações Curriculares não Significativas (ACNS); Adaptações Curriculares Significativas (ACS) e processo de avaliação (PA). Hipóteses de planeamento para ACNS. Estratégias de implementação para ACNS. Monitorização e avaliação.

Metodologias

A metodologia será teórico-prática, combinando momentos de exposição de conteúdos com reflexão participada, a partir das tarefas propostas. Na componente teórica será adotada uma metodologia mais expositiva, centrada na transmissão de conteúdos de referência e estruturantes. As exposições teóricas far-se-ão com o recurso a suportes audiovisuais assumindo uma metodologia dialógica e de interação permanente entre formadora e formandos. Na componente prática, privilegiar-se-á uma dinâmica de natureza mais ativa, centrada na discussão, partilha e reflexão entre os formandos, recorrendo a diferentes técnicas pedagógicas potenciadoras da aprendizagem, designadamente a discussão partilhada sobre análise de situações reais e casos- tipo e práticas de reflexão, mobilizadoras dos conceitos e conteúdos da formação, de cariz teórico-prático.

Avaliação

Não se aplica

Modelo

Formulário online


Observações

Cronograma: dia 6 de março, das 17:30 às 19:00 dia 13 de março, das 17:30 às 19:00


INSCREVER-ME

ACNS – Intervenção centrada no aluno
Departamento de Matemática e Ciências Experimentais, Departamento de Expressões e Departamento de Educação Especial.

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Oliveira de Frades

A formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" tem como objetivo principal capacitar os docentes com ferramentas e estratégias para promover uma intervenção eficaz e centrada no aluno. A abordagem centrada no aluno reconhece a importância de considerar as características individuais, necessidades e ...
Ler mais Ler menos

Ref. 158ACD20__T2 Inscrições abertas até 05-03-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: ACD_20

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 13-03-2024

Fim: 13-03-2024

Regime: Presencial

Local: Oliveira de Frades

Formador

Ana Paula Pinto Sucena de Sousa

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Despacho n.º 5741/.2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação de formação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas Castro Daire/Lafões; AE de Oliveira de Frades

Enquadramento

A formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" tem como objetivo principal capacitar os docentes com ferramentas e estratégias para promover uma intervenção eficaz e centrada no aluno. A abordagem centrada no aluno reconhece a importância de considerar as características individuais, necessidades e interesses de cada aluno, visando promover o seu desenvolvimento integral e maximizar o seu potencial de aprendizagem, à luz do Desenho Universal Para a Aprendizagem e o Perfil do Aluno à saída da Escolaridade Obrigatória. Esta formação baseia-se na premissa de que cada aluno é único e possui habilidades, dificuldades e experiências de vida individuais, sendo fundamental que os profissionais da educação estejam preparados para identificar e atender a estas especificidades, adaptando práticas e estratégias pedagógicas em consonância. Além disso, a formação "ACNS - Intervenção centrada no aluno" também aborda a importância do estabelecimento de uma relação de confiança e respeito mútuo entre docentes e o aluno, como base para uma intervenção eficaz. É fundamental que o aluno se sinta valorizado, compreendido e apoiado no seu processo de aprendizagem, de modo a favorecer o seu comprometimento e motivação. Nesse sentido, a formação oferece ferramentas práticas e estratégias pedagógicas que visam sensibilizar e promover uma intervenção personalizada e adequada às necessidades individuais de cada aluno, contribuindo para o seu desenvolvimento académico, social e emocional. No final da formação, os profissionais estarão mais despertos para implementar práticas centradas no aluno, consubstanciadas com planejamentos curriculares adequados, promovendo um ambiente de aprendizagem inclusivo, acolhedor e estimulante para todos.

Objetivos

- Refletir sobre as práticas educativas inclusivas; - Criar uma cultura de escola, que favoreça práticas de adequação ao processo de ensino aprendizagem; - Orientar os docentes na adoção das medidas de suporte à aprendizagem, nomeadamente de cariz curricular com especial incidência nas Adaptações Curriculares Não Significativas, não descurando, no entanto, a abordagem às Significativas assim como as Acomodações Curriculares; - Elaborar instrumentos de registo, de operacionalização, monitorização e avaliação de alunos; - Dinamizar e implementar estratégias individuais e de grupo de diferenciação curricular; - Promover o debate de ideias entre os participantes no sentido de consolidar ideias e partilhar experiências.

Conteúdos

Enquadramento legal da Educação Inclusiva em Portugal. Reflexão sobre processos de Inclusão. Perfis de aprendizagem e caracterização de alunos com necessidades de medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão. Identificar as medidas de gestão curricular: Acomodações Curriculares (AC); Adaptações Curriculares não Significativas (ACNS); Adaptações Curriculares Significativas (ACS) e processo de avaliação (PA). Hipóteses de planeamento para ACNS. Estratégias de implementação para ACNS. Monitorização e avaliação.

Metodologias

A metodologia será teórico-prática, combinando momentos de exposição de conteúdos com reflexão participada, a partir das tarefas propostas. Na componente teórica será adotada uma metodologia mais expositiva, centrada na transmissão de conteúdos de referência e estruturantes. As exposições teóricas far-se-ão com o recurso a suportes audiovisuais assumindo uma metodologia dialógica e de interação permanente entre formadora e formandos. Na componente prática, privilegiar-se-á uma dinâmica de natureza mais ativa, centrada na discussão, partilha e reflexão entre os formandos, recorrendo a diferentes técnicas pedagógicas potenciadoras da aprendizagem, designadamente a discussão partilhada sobre análise de situações reais e casos- tipo e práticas de reflexão, mobilizadoras dos conceitos e conteúdos da formação, de cariz teórico-prático.

Avaliação

Não se aplica

Modelo

Formulário online


Observações

Cronograma: dia 13 de março, das 13:20 às 17:20


INSCREVER-ME

Sentir e Aprender com as Diferenças

Curso

 

15.0 horas

 

Presencial

 

Assistentes Operacionais

Castro Daire

Esta ação de formação surge da necessidade da Equipa Multidisciplinar de Apoio à Educação Inclusiva proceder à implementação do seu plano de formação, previsto no decreto-Lei N.º 54/2018 de 6 de julho. Há a necessidade de dotar os/as Assistentes Operacionais de conhecimentos sobre as problemáticas ...
Ler mais Ler menos

Ref. 150CDR_T2 Inscrições abertas até 08-03-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: DGAE/1088/2023

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 02-04-2024

Fim: 04-04-2024

Regime: Presencial

Local: Castro Daire

Formador

Manuel Francisco Batista Sequeira

Destinatários

Assistentes Operacionais

Acreditado pelo

DGAE - Direção-Geral da Administração Escolar

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas Castro Daire/Lafões

Enquadramento

Esta ação de formação surge da necessidade da Equipa Multidisciplinar de Apoio à Educação Inclusiva proceder à implementação do seu plano de formação, previsto no decreto-Lei N.º 54/2018 de 6 de julho. Há a necessidade de dotar os/as Assistentes Operacionais de conhecimentos sobre as problemáticas apresentadas pelos alunos que apoiam nas Unidades de Ensino Estruturado e nos espaços dos Centros de Apoio à Aprendizagem, com a ideia de incentivar nestes profissionais as respostas mais adequadas/contextualizadas a cada uma das situações, por forma a contribuírem para o aperfeiçoamento do seu desempenho profissional, melhorado pelo aprofundamento de conhecimentos e competências nas diversas áreas do saber;

Objetivos

Sensibilizar para as problemáticas inerentes às Necessidades Educativas Especiais; Promover a adoção de comportamentos mais eficazes na intervenção junto de crianças com NEE; Colmatar a ausência de informação para lidar com situações resultantes das problemáticas de cada aluno com NEE; Ajudar a melhorar a autonomia dos alunos com NEE; Garantir conhecimentos básicos para auxiliar na implementação dos planos de trabalho de cada aluno com NEE nos diversos espaços da escola, de forma a aumentar a qualidade do trabalho desenvolvido com estes alunos; Conhecer as regras e procedimentos de alguns desportos adaptados praticados nas escolas, “boccia e goalball”; Saber criar instrumentos de trabalho adaptados com materiais de desgaste; Conhecer procedimentos inclusivos de acordo com a legislação em vigor; Adotar procedimentos segundo os códigos de conduta e ética.

Conteúdos

Os tipos de necessidades educativas especiais; Comportamentos característicos de cada problemática nos alunos com NEE; A importância na prevenção perante comportamentos inerentes ao autismo; Uma visão global inclusiva na sociedade; Uma escola de todos e para todos; O papel do desporto escolar no desenvolvimento, nos desportos adaptados; Comunicação alternativa e aumentativa; O perfil recomendado para trabalhar numa Unidade de Ensino Estruturado e numa Unidade de Multideficiência; Códigos de conduta e ética a adotar.

Metodologias

Presencial

Avaliação

Avaliação quantitativa; Participação 40% Assiduidade 20% Testes/Trabalhos escritos 40%

Modelo

Questionário a preencher pelos formandos no final da ação Relatório final do formador

Bibliografia

DGE – Direção- Geral da Educação: Educação Inclusiva – disponível no site https://www.dge.mec.pt/educacao-inclusiva; DGE - https://www.dge.mec.pt/seminario-educacao-inclusiva-apresentacao-dos-resultados-do-relatorio-de-analise-da-educacao; Decreto-Lei n.º54/2018, de 6 de julho; O desporto adaptado: instituto português do desporto e da juventude, disponível no site: https://ipdj.gov.pt/desporto-adaptado. Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo encontra-se no site - https://www.appdalisboa.org.pt/autismo/diagnostico. Federação Portuguesa de Autismo - https://www.fpda.pt/ Comunicação alternativa e aumentativa, disponível no site: https://www.acessibilidade.gov.pt/livros/tapd/html/8_tecnologias_apoio_comunicacao.html


Observações

Cronograma 2 de abril, entre as 9:00 e as 12:00 2 de abril, entre as 13:00 e as 16:00 3 de abril, entre as 9:00 e as 12:00 3 de abril, entre as 12:00 e as 16:00 4 de abril, entre as 9:00 e as 12:00


INSCREVER-ME

Ciclismo na Escola

Curso

 

15.0 horas

 

Presencial

 

Grupos de recrutamento 110 e 260

Vouzela

Tiago Brandão Rodrigues, ao tempo, Ministro da Educação, referia no prefácio de «Pedala! Da Escola para a Vida 1 »: “Em muitos casos, a bicicleta é a forma mais rápida, barata e prática de chegar a algum lugar. Mas é igualmente um prazer e uma prática saudável. E é ainda uma arma poderosa contra as ...
Ler mais Ler menos

Ref. 157CiclismoEscola Inscrições abertas até 15-03-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: Aguarda

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 18-04-2024

Fim: 13-06-2024

Regime: Presencial

Local: Vouzela

Formador

António José da Cunha Lourenço

Destinatários

Grupos de recrutamento 110 e 260

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Grupos de recrutamento 110 e 260. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Grupos de recrutamento 110 e 260.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas Castro Daire/Lafões

Enquadramento

Tiago Brandão Rodrigues, ao tempo, Ministro da Educação, referia no prefácio de «Pedala! Da Escola para a Vida 1 »: “Em muitos casos, a bicicleta é a forma mais rápida, barata e prática de chegar a algum lugar. Mas é igualmente um prazer e uma prática saudável. E é ainda uma arma poderosa contra as alterações climáticas e a poluição sonora. Em suma, é uma forma inteligente de nos movermos que nos protege e ao mundo em que vivemos. Há, contudo, muitas pessoas que ainda não sabem usar a bicicleta, (…)”. O uso da bicicleta assume-se assim, como um meio fundamental no combate à sedentarização e à promoção de “novos” meios de mobilidade, assim como uma das formas mais eficazes de promover a sustentabilidade ambiental. Desta forma, concordamos que as escolas sejam os locais preferenciais para que as crianças e os jovens possam aprender, de forma segura, a utilizar a bicicleta de acordo com normas e regras de segurança estabelecidas. Neste sentido, a Educação Física parece ser a disciplina mais adequada para este fim. Por outro lado, sendo a Escola a instituição que melhor pode promover a inclusão, podemos assim, garantir que “saber andar de bicicleta” possa ser aprendido por todos. É, desta forma, fundamental o papel da “Escola” na promoção do ciclismo enquanto conteúdo pedagógico e formativo, mas também competitivo. A necessidade de sensibilizar o maior número de agentes para o ensino do “andar de bicicleta” é fulcral para que a massificação do seu uso em contexto quotidiano ocorra. Em jeito de conclusão, considerando a importância de uma mudança de paradigma nesta área concordamos pois, que se lute para a inclusão desta destreza motora quer no “Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória” quer nas “Aprendizagens Essenciais”

Objetivos

Capacitar docentes de conhecimentos e estratégias de ação capazes de implementar atividades de ciclismo; Capacitar docentes para a formação de alunos no uso da bicicleta em prática desportiva, recreativa e quotidiana; Generalizar o uso da bicicleta em segurança e com qualidade; Desenvolver/criar hábitos de vida saudáveis através da prática regular do ciclismo;

Conteúdos

Contextualização histórica; Justificação (importância da utilização das bicicletas) - enquadramento; As bicicletas (tipos; componentes); Mecânica básica; Segurança; Propostas de trabalho/planificação de atividades com utilização de bicicletas nas respetivas turmas

Metodologias

Ação de formação em formato “Curso” a desenvolver-se durante 15 horas, divididas em cinco sessões de três horas cada; A sessão um será de apresentação e divulgação das normas/regras de funcionamento. Em seguida será feita uma abordagem teórica (enquadramento/justificação) nomeadamente: Pequena nota histórica; enquadramento: importância na saúde e no ambiente; a bicicleta -apresentação: tipos de bicicletas; componentes/funcionamento; Breves notas mecânicas (Furos; corrente; mudanças, travões); Segurança (individual/grupo); Nas sessões seguintes, dois, três, quatro e cinco, serão apresentadas sugestões práticas de abordagem (exercícios individualizados e em contexto de gincana/jogo); Na sessão dois serão, ainda, exploradas situações de conhecimentos/ações mecânicas básicas.

Avaliação

Para além do cumprimento das disposições legais, a avaliação dos formandos será formalizada numa escala de 1 a 10 de acordo com as cartas circulares 3/2007 e 1/2008 do CCPFC. Os critérios sobre os quais irá incidir a Avaliação/Classificação serão: Participação nas sessões (40%) - Iniciativa e autonomia; - Clareza e pertinência das intervenções; - Empenho na realização das tarefas propostas nas sessões presenciais Produção de trabalhos e/ou materiais (40%). - Qualidade e aplicabilidade; - Investigação, produção de tarefas e materiais didáticos Reflexão crítica (20%) - Reflexão final individual, sobre o trabalho realizado.

Modelo

Formulário Online Relatório do formador

Bibliografia

Alpiarça, M. (2002): BTT A Bicicleta Todo-o-Terreno. Livros Horizonte. Abecedário da Educação (2021): Conheça os benefícios de andar de bicicleta para o desenvolvimento da criança. Disponível em: Conheça os benefícios de andar de bicicleta para o desenvolvimento da criança (abecedariodaeducacao.pt) Silva, A.; Costa, A.; Ferreira, H. et al. (2022): Pedala ! Da Escola para a Vida. Manual de Apoio ao Professor e Técnico Qualificado. Edição da Direção Geral da Educação /Desporto Escolar; Federação Portuguesa de Ciclismo. Velozo, E. e Kronbauer, G. (2023): Cultura do Ciclismo e Educação Física – Possibilidades para a educação escolar. Disponível em: cultura-do-ciclismo-e-educacao-fisica-possibilidades-para-a-educacao-escolar.pdf


Observações

Cronograma: 18 abril, entre as 18:00 e as 21:00 2 maio, entre as 18:00 e as 21:00 16 maio, entre as 18:00 e as 21:00 30 maio, entre as 18:00 e as 21:00 13 junho, entre as 18:00 e as 21:00


INSCREVER-ME